09 Jun

Diários Avulsos: Catarina – Vida Além do Abuso Sexual…

Este é o relato de Catarina, que encontrou no Método Deva Nishok de Terapêutica Tântrica o resgate da experiência de abuso que sofreu na sua infância, dentro da própria família.


Em junho deste ano experimentei a Massagem Tântrica. Foi algo que me proporcionou sensações intensas, marcantes, profundas, reações físicas e psicológicas. Chorei, direcionou a expulsão do trauma do abuso sexual familiar, quando criança.

Me permitiu varrer lembranças dolorosas, mágoas e inseguranças. Eram muitas emoções que se conectavam e desconectavam passado e presente, flashes de memória que tanto escondia, e que pouco a pouco, se dissolviam durante a terapêutica…

Consegui perdoar e pedir perdão até pelas relações que usei, que descartei…

Foi uma Libertação!

E para meus mentores, invocava a cura.

A cura de uma seqüência de eventos que poderiam me bloquear, de hoje, aos 40 anos, engravidar, e até de me relacionar em 7 anos de casamento. Foi a minha primeira entrega ao prazer, me permiti desfrutar do toque, a plenitude vem em busca de você mesma.

Toda a sensação transcende o físico, é pura energia que vibra, pulsa por todo o corpo, de uma intensidade, jamais experenciada.

Dias após esse êxtase, me senti, me toquei, me experimentei, espirituosa toquei meu companheiro, que verbalizou o quanto estava criativa, motivada, amável, doce e excitante.

Muita gratidão, à você, Sagar, sua condução é profissional e terna!

Felicidades para você por proporcionar através do seu trabalho, evolução, esperança e luz!

Catarina


Comentários do Terapeuta: Sempre que vivenciamos uma situação de trauma, especialmente os de origem sexual, retemos sequelas… Muita atenção se dá as sequelas psicológicas, que são muito fortes. São psicólogos, remédios, mudanças e todo o arsenal que se pode recorrer para encontrar uma resolução consciente, cognitiva, capaz de administrar a memória traumática.

Eventualmente algumas pessoas conseguem resolver o trauma em um nível racional, com ou sem esse apoio, no decorrer dos anos. Vivem suas vidas, trabalham, se relacionam, fazem amizades, constróem famílias.

Mas no fundo, existem agentes bloqueadores que persistem, e as impedem de se realizar plenamente. Esses bloqueios podem aparecer em dificuldades ou limitações na hora da intimidade sexual, com problemas de controle e autoridade, fobias, e diversos tipos de neurose.

São agentes que residem na memória somática (corporal) do trauma. O corpo tem sua própria memória, registrada no DNA, no íntimo da própria formação celular. E muito embora as pessoas consigam lidar com a memória cognitiva do trauma, a memória corporal continua lá, doendo, machucando e sabotando a vida.

Na terapêutica tântrica do Centro Metamorfose, como em outras abordagens de psicoterapia corporal, são essas memórias, esses registros somáticos de dor, que são atendidos.

É por isso que Catarina relata flashs do passado, que ela acreditava estarem resolvidos, mas que vêm a tona, impulsionados por uma memória corporal que simplesmente ainda não esqueceu o que houve. E no âmbito do prazer, de uma experiência orgástica que acorda as forças mais profundas do poder pessoal, foi que ela encontrou um meio de ressignificar esses registros, deletando as experiências dolorosas, e encontrando uma verdadeira, íntima, e corporal… Libertação.

Sagar

Share Button
08 Feb

Diários Avulsos: Júlia – Orgasmo, Vibração, Meditação e Amor…

Este é o relato de Júlia, que encontrou no Método Deva Nishok de Massagem Tântrica um caminho para combater a depressão e a falta de auto-estima.


Sabe quando você se desanima, fica depressiva? Sim, porque passamos por decepções, frustrações. Eu quero que você não se desespere porque se você estiver em busca de seu autoconhecimento a vida vai te surpreender, ela pode te dar o que você precisa.

Comigo foi em uma conversa com uma amiga descobri o site do Centro Metamorfose. Minha primeira impressão foi:- “Nossa! Que incrível descoberta! Isso é algo realmente diferente! Mas calma, vê o que se trata, lê, pesquisa… amadurece a ideia.”

Quanto mais lia mais eu percebia que aquilo realmente era um trabalho sério, profundamente lindo e era o que eu precisava. Estava muito ansiosa. Quando cheguei lá peguei umas revistas para ler, mas eu só folheei de tanta ansiedade e entusiasmo.

Confesso que estava tímida, mas o ambiente onde a massagem aconteceria era tão receptivo que aos poucos comecei a me sentir mais a vontade e confiante. O terapeuta, Sagar, fez algumas perguntas e me explicou como tudo aconteceria.

Na massagem não durou muito para eu começar a relaxar profundamente. Fui relaxando, relaxando, até que percebi que meu corpo começou a vibrar. A sensação era de um formigamento interno muito quente e gostoso, mas eu continuava parada. Então me mexia, totalmente relaxada.

Sentia o corpo reagir a todos os suaves toques, até que algo surpreendente aconteceu: comecei a chorar muito. Mas não era um choro comum, não era um choro por algo do momento, pelo contrário, senti sofrimentos do passado, algo espiritual que sempre buscava e não alcançava nunca. – Deixe o som sair!- Sagar falava. Foi aí que eu me entreguei por completo, pois eu comecei a gritar muito alto e várias vezes. Queria gritar a tristeza e indignação que eu sentia! Era muita dor e lá eu podia gritar sem ser repreendida!

Esses fortes gritos foram se dissipando em risos, risos que foram aumentando cada vez mais. É isso! A minha tristeza era de não alcançar algo que me una ao outro. Mas desculpa usar essa frase, todos somos um! Entendi que minha busca espiritual é a busca de todos, a busca do amor real, do mais nobre sentimento responsável pela alegria de viver.

Toda minha indignação passou para a felicidade plena! Entendi que eu buscava o amor, o sentimento universal de união, eu RENASCI! Voltei a chorar, mas dessa vez, um choro muito bom! Comecei a lembrar da infância, da essência pura e espontânea da criança! Lembrei de um homem que me amava e estava feliz por ter feito ele feliz! Opa, então, eu também o amo! Quanto amor há dentro de mim que eu nem sabia! Eu estava tão feliz que comecei a sentir um prazer imenso, cheguei ao orgasmo.

Isso aconteceu diversas vezes. (Orgasmos múltiplos!!)

Estou revigorada. Saio de lá querendo rir, cantar…
Quanto tempo que não me sentia assim, tão presente e tão bem comigo mesma!
Que bom que eu sou um ser humano!

Amei mais do que sabia, amarei mais do que amaria!

Obrigada Sagar!

Júlia


Comentários do Terapeuta: Muitas vezes referimo-nos a nossa terapia como Terapia Vibracional. A vibração corporal experimentada por Júlia é resultado do acúmulo e de uma acentuada circulação da bioeletricidade humana. Essa energia, cuja ativação resulta de processos químicos e fisiológicos desencadeados pela massagem, possui enorme efeito terapêutico, além de ser extremamente agradável. Ela percorre naturalmente todos os grupamentos neuro-musculares do corpo, com um rastro sensorial que acorda a auto-percepção, induzindo gradualmente um estado meditativo, alterado, de percepção e consciência.

Nesse estado a pessoa experimenta os mesmos efeitos que os místicos em seus êxtases meditativos, um estado que denominamos de Supra-Conscência, ou de “Experiência Oceânica”, um estado onde os registros somáticos de trauma e dor são desprogramados, onde a própria sabedoria intrínseca, do corpo e do espírito são convocadas a atuarem como agentes auto-reguladores, auto-curadores.

Por muito tempo temos reprimido o potencial de nossa sexualidade, relegando-a a um mero atrito genital de descarrego dos hormônios, realizado às escuras, à margem… Sem conhecimento de causa, sem consciência, sem senso de sacralidade. Não é a toa que temos tanta associação da sexualidade com perversões, fetiches e violências. encerramos nossa força criadora dentro âmbito de nossas sombras, e deixamos que ela se desenvolvesse por lá.

Um dos principais desafios da Nova Humanidade será este… reeducar-se, profundamente, para reunir definitivamente a Sexualidade e o Sagrado.

Sagar

Share Button
26 Jan

Diários Avulsos: Transbordante…

Esta é uma poesia feita por F.Y. ao término dos atendimentos de um pacote de três sessões do Método Deva Nishok de Terapêutica Tântrica, com massagens e meditações.


“Transbordante”

Escorrer com as águas
Enchentes de dor e alegria
A beira do rio, meu auto conhecer
Mergulhei
Aprofundei
No oceano
A totalidade do desconhecido

Eu, rio doce
Você, mar salgado

Em meu corpo abre-se um corte
Um encontro
Nele… a permissão
Era primavera
Em meus cantos
O despertar
A essência
A flor de minha pele

Leveza morou em meus ombros
Sob essa tortura chinesa
Eu era só transparência
Dissolvida
Descabida

Mãos que me despiram
Mas cheia de meu ar
Ouvi meu tambor
Senti minhas vibrações
Flutuei
Desvendei
Desaguei

Lágrimas de purificação
Um silêncio
Vida Singular
Entrega
Fiquei sem saber o que era corpo e o que era céu.

F.Y.

Share Button